Carne para churrasco
parachurrasco.com

parachurrasco.com

O lugar para os mantes das churrasquieras

As melhores carnes para o churrasco

Reunir os amigos, confraternizar com os colegas do trabalho, comemorar datas especiais: não faltam motivos para um bom churrasco. Porém, para garantir o sucesso do seu churrasco, é preciso acertar no ingrediente principal. São muitas opções de cortes de carne disponíveis, os quais exigem preparos específicos. Por isso, montamos esse guia para mostrar quais são as melhores carnes para churrasco e ensinar técnicas que farão a diferença na qualidade dos seus assados.

Picanha

Picanha

A picanha é um corte do traseiro do boi, de formato triangular, com a quantidade ideal de gordura para um bom churrasco. Essa capa de gordura não deve ser retirada, pois durante o aquecimento ela irriga a carne trazendo suculência e ajudando a espalhar os temperos.

Você pode preparar a picanha inteira ou cortada de duas formas diferentes. Ao cortar no sentido transversal, você terá postas de picanha, sendo a ponta da peça uma parte bastante nobre e de sabor especial. Se cortada no sentido longitudinal, a picanha dá origem ao famoso bife de tira, muito apreciado nos churrascos argentinos. Para chegar a esse corte, tire anteriormente a ponta da peça e suas laterais para que sobre apenas o miolo.

Na hora do preparo, tire a carne um pouco antes da geladeira, pois é fundamental que ela esteja em temperatura ambiente para evitar o choque térmico com a churrasqueira. Nos churrascos tradicionais, a picanha é temperada apenas com sal grosso triturado, mas utilizar alho pode dar um toque especial.

As postas da picanha e os bifes de tira podem ser assados na grelha. Quando você notar que a parte de cima da carne está suculenta, vire-a apenas uma vez. Se você optar por fazer a peça inteira, utilize espetos. Nesse caso, a picanha deve ser colocada na churrasqueira com a gordura para cima. Depois de cerca de 40 minutos ou quando começar a formar uma crosta na carne, é o momento de virar a peça, assando até dourar a gordura.

A picanha pode ser acompanhada de guarnições mais leves, já que é um corte bastante gorduroso. Aposte em legumes assados ou o tradicional vinagrete.

Filé Mignon

File Mignon

O filé mignon é um corte muito macio, que pode ser dividido em três partes: cabeça, coração e ponta. Durante a limpeza da carne, tire apenas o tendão, pois ele enrijece ao ser assado. A gordura deve ser mantida, uma vez que o filé mignon é uma carne muito magra e pode facilmente ficar seca.

A parte mais nobre do filé mignon para seu churrasco é o coração, o qual deve ser cortado em medalhões e preparado na grelha. A espessura do corte da carne é fundamental para determinar o ponto desejado, uma vez que o filé não deve ficar muito tempo na churrasqueira. Logo, se você preferir carnes ao ponto ou bem passadas, corte medalhões finos.

Para preservar o sabor da carne, tempere apenas com sal grosso triturado. O filé mignon deve ser assado por cerca de 5 minutos de cada lado, sendo virado apenas uma vez.

Por ser uma carne com pouca gordura, uma opção muito saborosa para incrementar seu churrasco é enrolar os medalhões de filé mignon com tiras de bacon previamente fervidas. Depois é só selar a carne e deixar o bacon dourar.

Costela

Costela

A costela é uma carne com fibras mais duras que pode trazer muito sabor para seu churrasco se preparada corretamente. O corte ideal da costela para churrasco é o quadrado, cujas fibras não são tão compactas e possuem mais gordura entremeada. O osso também traz sabor à carne, portanto não deve ser retirado. 

Para preparar a costela na churrasqueira, primeiramente é necessário fazer cortes superficiais na gordura da carne. Isso permite que a gordura derreta e entre em contato com a carne para amaciá-la. Ao temperar, use sal grosso e deixe descansando perto da churrasqueira por cerca de 20 minutos para a carne absorver o tempero. Você também pode optar por marinar a carne com cerveja, alho e cebola por 2 horas antes de assar, o que garante um sabor especial.

Para facilitar o processo de cozimento, enrole a carne em papel-alumínio e posicione na grelha da churrasqueira com o osso para baixo a aproximadamente 60 cm do fogo. Caso a peça tenha muita gordura, esse processo não é necessário e você pode assá-la diretamente na grelha. O cozimento lento é o grande segredo para a costela ficar suculenta, logo o tempo de preparo médio é de 3 a 5 horas. Após esse tempo você vai notar que a carne recolheu e ossos estão aparecendo. É o momento de virar a costela e assá-la do outro lado. Caso você tenha assado em papel-alumínio, retire e deixe a carne dourar.

Por ser uma carne bastante gordurosa, na hora de servir você pode acompanhar com gomos de limão, vinagrete ou saladas de folhas. Também pode acrescentar molho barbecue.

Contra-filé

contra file

O contra-filé é uma carne muito versátil, podendo gerar cortes muito nobres para churrasco como o entrecôte e o chorizo. Além disso, seu preparo é simples e pode ser um bom ponto de partida para os churrasqueiros iniciantes.

A carne deve ser temperada com sal grosso de ambos os lados. Para assar o contra filé, posicione os cortes na grelha a cerca de 15 cm da brasa. No momento em que o suco da carne começar a subir, vire a carne e deixe assar do outro do lado. Evite o uso de garfos ou outros instrumentos cortantes para virar as carnes, pois há perda de suco e a carne pode ficar seca. O ideal é utilizar pinças de metal.

Antes de servir, é essencial que a carne descanse por alguns minutos para que o suco distribua-se pelo corte. Como o contra filé é uma carne macia sem ser tão gordurosa, você pode optar por acompanhamentos diversos, como maionese de legumes e farofa de bacon.

Linguiça

linguiça

A linguiça é um embutido de carnes que não pode faltar em um bom churrasco. Existem diversas opções disponíveis, que variam de acordo com o processo de preparação e as carnes utilizadas. As linguiças ideais para churrasco são as frescas. Dentre elas existem diversas opções como as linguiças de frango, de carne de porco (toscana e pernil) e as mistas.

Para o preparo da linguiça na churrasqueira não há necessidade de temperar, uma vez que as linguiças já são condimentadas. Faça alguns furos na linguiça para que ela não estoure devido ao aumento de pressão causado pelo aquecimento. Você pode assá-la em espetos ou diretamente na grelha. O importante é que ela fique longe do fogo para que o cozimento seja lento e não corra o risco de queimar por fora e estar crua por dentro.

As linguiças não servem apenas como acompanhamentos para as carnes. Elas podem brilhar no seu churrasco, acompanhadas de vinagrete e pão francês.

Após ler esse guia, temos certeza que seu próximo churrasco vai ser um sucesso. Coloque essas dicas em prática e surpreenda seus convidados.

Compartilhar este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

artigos relacioandos